Começa a andar no Conselho de Ética pedidos de cassação contra deputados

01:36 Política, Notícias 18/08/2016 - 10h12 Brasília Embed

Lucas Pordeus Leon

O presidente do Conselho de Ética da Câmara, José Carlos Araújo, do PR, escolheu nessa quarta-feira (17) os nomes que vão relatar os processos contra quatro deputados federais. Eles são acusados de quebra de decoro parlamentar. Os relatórios, aceitando ou não as denúncias, devem ser entregues até o 31 deste mês.


Os deputados alvos dos processos são dois do Rio de Janeiro, Jean Wyllis, do PSOL, e Jair Bolsonaro, do PSC, além do deputado do Distrito Federal, Laerte Bessa, do PR, e Wladimir Costa, do Solidariedade do Pará.


Os pedidos de processos contra Laerte Bessa e Wladimir Costa foram apresentados pelo PT. O partido alega quebra de decoro dos dois ao insultarem a legenda e seus líderes na tribuna da Câmara.


Quem vai relatar o caso do deputado Laerte é o deputado Sérgio Moraes, do PTB. E quem vai analisar o caso de Wladimir Costa é o deputado Subtenente Gonzaga, do PDT.


A denúncia contra Jean Wyllis foi feita pelo PSC. A acusação é por quebra de decoro ao associar os nomes dos deputados da legenda Marcos Feliciano, Jair Bolsonaro e Eduardo Bolsonaro, ao atentado a uma boate gay que deixou 50 mortos nos Estados Unidos. Quem vai relatar o caso de Jean Wyllis é o deputado Júlio Delgado, do PSB.


Já quem irá analisar o caso de Bolsonaro é o deputado Odorico Monteiro, do PROS. Bolsonaro foi acusado pelo PV de apologia à tortura ao homenagear, durante votação da admissibilidade do impeachment na Câmara, o torturador da época da ditadura, coronel Brilhante Ustra.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique