Fornecimento de água é prioridade para Roberto do Órion em Anápolis

03:07 Política, Notícias 30/10/2016 - 21h44 Anápolis, Goiás Embed

Katiana Rabelo

Roberto do Órion (PTB) será o novo prefeito de Anápolis (GO) a partir de janeiro de 2017. Eleito em segundo turno, neste domingo (30), com 51,23% dos votos válidos, Roberto terá como vice o pastor Márcio Cândido. Eles derrotaram nas urnas o candidato do João Gomes (PT) que tentava a reeleição após passar seis anos como vice-prefeito na gestão de Antônio Gomide, e mais dois como prefeito de Anápolis após a saída de Gomide para concorrer ao governo do estado, em 2014. Após o resultado, João Gomes telefonou para parabenizar o vencedor da disputa.

 

No discurso após o resultado da votação, Roberto do Órion disse que uma das prioridades do novo governo é garantir o fornecimento de água para a população “Eu nem vou esperar para janeiro. Essa semana ainda quero discutir isso com o governador Marconi Perillo”.

 

Mas os moradores de Anápolis apontam outros problemas que devem ser enfrentados pelo novo prefeito.

 

Roberto do Órion conseguiu reverter a corrida eleitoral após o dois de outubro. No primeiro turno das eleições o candidato do PTB foi o segundo colocado na urnas, com 21,56% dos votos, contra 29,92% de João Gomes, o mais bem votado no primeiro turno.

 

Roberto do Órion é da coligação Competência para Inovar, que reúne PTB, PSD, SD, PMB, Pros, Rede, PRB, PPS e PTN. Aos 38 anos de idade, este é o primeiro mandato político de Roberto que é farmacêutico e empresário. Ele é dono de um curso pré-vestibular em Anápolis.

 

A disputa em Anápolis foi acirrada, com 4 mil 255 votos de diferença entre os candidatos.

 

Mas o promotor eleitoral de Anápolis, Carlos Alexandre Marques, afirma que o destaque nas eleições municipais deste ano foi o alto número de abstenções, 60.929, mais de 23% do eleitorado não compareceu às urnas no segundo turno em Anápolis.

 

“Nós tivemos uma eleição tranquila, bem pacificada, com destaque para abstenção dos eleitores. Isso é um recado, porque a abstenção é também um recado do eleitor com a desesperança do sistema político que estamos vivenciando no Brasil”, destaca. O promotor destaca que o segundo turno eleitoral em Anápolis ocorreu de forma pacífica. A principal ocorrência foi de uma mesária conduzida à sede da Polícia Federal por ser filha de um candidato a vereador, o que proibido pela Justiça Eleitoral.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique