Temer nega restrição de saques nas contas inativas do FGTS

01:05 Política, Notícias 20/01/2017 - 08h12 Brasília Embed

Lucas Pordeus Leon

Após sair na imprensa que o governo iria restringir os saques de contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), prometidos no final do ano passado, o presidente Michel Temer negou mudanças na medida.


Temer deu a declaração em uma cerimônia no interior de São Paulo.


O jornal Folha de São Paulo divulgou que assessores do Palácio do Planalto estariam estudando a possibilidade de proibir o saque nas contas inativas do FGTS para cerca de 2% a 3% dos trabalhadores que têm os maiores valores depositados nessas contas.


Segundo a reportagem, os assessores acreditavam que a retirada desse valor serviria apenas para investir em outro fundo com maior rentabilidade do que o FGTS e não para injetar esse dinheiro na economia.


No final do ano passado, o governo federal divulgou que permitiria o saque de contas inativas do FGTS para estimular a economia a partir de fevereiro deste ano. A estimativa do governo é que essas contas somem cerca de R$ 30 bilhões.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique