Gilmar Mendes reconhece diálogo com políticos e rebate pedido de impeachment

02:25 Política, Notícias 20/06/2017 - 01h10 Brasília Embed

Sumaia Villela, da Agência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes falou nesta segunda-feira (19), no Recife, sobre o pedido de impeachment feito contra ele por juristas, estudantes e servidores públicos.

 

Para Mendes, o pedido de afastamento surgiu por causa do “momento politizado” do país. O ministro ainda confirmou que atuou junto a parlamentares para tratar de projetos de leis, ao responder sobre o teor da conversa telefônica com o senador afastado Aécio Neves, do PSDB de Minas Gerais, gravada pela Polícia Federal.

 

Sonora: "O momento é muito politizado e sempre surge esse tipo de questão. Amizade eu tenho com vários políticos, estou em Brasília há muitos anos e tenho me dedicado inclusive, nesses diálogos com os políticos, em realizar a reforma política. Não vejo nenhum problema e tenho relações com todas as forças político-partidárias e isso é reconhecido. Em relação com o senador Aécio, nenhuma novidade também. Eu defendo a lei de abuso de autoridade há muito tempo."

 

No dia 14 de junho, um grupo de juristas liderado pelo ex-procurador-Geral da República Cláudio Fonteles protocolou, no Senado, pedido de impeachment contra o ministro do STF com base na gravação da conversa com Aécio Neves. O político mineiro pede que Gilmar Mendes interceda junto a parlamentares a favor de projeto de lei sobre abuso de autoridade.

 

O grupo também pediu que o Supremo Tribunal Federal e a Procuradoria-Geral da República investiguem se a conduta de Mendes é compatível com o cargo que ocupa. Outro argumento utilizado no pedido de impeachment foi que Gilmar Mendes cometeu crime de responsabilidade ao julgar Habeas Corpus do empresário Eike Batista. A esposa dele, Guimar, é sócia em um escritório de advocacia que representa o réu na área cível.

 

Sonora: “Uma bobagem que já foi esclarecida. A minha esposa atua num escritório de advocacia que não tem nada a ver com esse processo, que atuou em outro processo de recuperação judicial de Eike Batista. Não tem nada a ver com essa questão".

 

Gilmar Mendes também chamou os autores do pedido de impeachment de “falsos juristas”. Durante a palestra feita nesta segunda-feira (19) no Recife sobre os “desafios de governabilidade” no Brasil, a convite do grupo de Líderes Empresariais de Pernambuco, o LIDE, um dos focos do seu discurso foi o avanço de promotores e juízes na área política, o que ele considera prejudicial para o país.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique