Janot repudia matéria de revista que o acusa de perseguir adversários

00:53 Política, Notícias 16/06/2017 - 09h37 Brasília Embed

Lucas Pordeus León

A Procuradoria-Geral da República divulgou nota nessa quinta-feira (15) sobre a reportagem da revista Istoé, que publicou uma gravação onde dois procuradores falam que Rodrigo Janot, o chefe do Ministério Público, estaria perseguindo adversários dentro da instituição.

 

Na nota, Janot repudiou a acusação e diz que o objetivo da revista é tumultuar o processo de escolha dos três procuradores para a lista tríplice, que deve ocorrer no final do mês.

 

O presidente Michel Temer deve nomear o novo chefe do Ministério Público dessa lista tríplice. Apesar de não ser obrigado a escolher o primeiro da lista, isso tem ocorrido desde 2003. A lista tríplice para escolha do procurador-geral da República não tem previsão constitucional, mas acontece desde 2001.

 

Essa já é a segunda semana seguida que Janot é capa da revista Istoé.

 

Rodrigo Janot deve apresentar a denúncia contra Michel Temer ao Supremo Tribunal Federal nos próximos dias. O mandato do atual procurador-geral acaba em setembro.

Tags