Temer processa Joesley Batista na Justiça Federal pelo crime de calúnia

01:47 Política, Notícias 19/06/2017 - 18h54 Brasília Embed

Victor Ribeiro

O presidente Michel Temer publicou nessa segunda-feira (19) um vídeo nas redes sociais. Temer não citou nomes, mas disse que acabou com a troca de favores, que privilegiavam poucas empresas e abriam caminho para práticas ilícitas. E isso, segundo o presidente, incomodou muitas pessoas.

 

É uma resposta ao empresário Joesley Batista, da J&F, que concedeu uma entrevista para a revista Época desta semana. Na reportagem, Joesley diz que Temer seria o chefe de uma organização criminosa.

 

O presidente ingressou com uma representação contra Joesley Batista, na 12ª Vara da Justiça Federal no Distrito Federal. De acordo com Michel Temer, Joesley cometeu o crime de calúnia, que prevê como pena detenção de seis meses a dois anos, mais o pagamento de multa.

 

Se for considerado culpado, a pena do empresário será aumentada em um terço porque a vítima foi o presidente da República.

 

Michel Temer é professor e autor de livros de Direito Constitucional. E disse que confia na Justiça.

 

O presidente também falou sobre a viagem à Rússia e a Noruega, para qual embarcou nessa segunda-feira. Disse que vai se encontrar com investidores que acreditam na economia brasileira. Michel Temer anunciou que vai buscar investimentos nas áreas de petróleo e gás, agricultura e novas tecnologias.

 

* Atualizada às 19h55 para complemento de informações.