Congresso mantém veto à medida que reduzia tamanho da Floresta Nacional do Jamanxim

01:56 Política, Notícias 31/08/2017 - 09h54 Brasília Embed

Lucas Pordeus León

Congresso mantém vetos às medidas que reduziam a proteção da Floresta do Jamanxim, no Pará. Os vetos às medidas provisórias que reduziam a proteção da Floresta Nacional do Jamaxim no Pará foram mantidos pelo Congresso nesta quarta-feira (30).

 

As medidas reduziam a proteção da floresta em mais de 700 mil hectares, diminuindo a área a menos de metade do tamanho atual. A proposta era criar no lugar uma APA. Este tipo de unidade tem um grau menor de conservação, pois permite a venda da terra e atividades como agricultura, pecuária e mineração.

 

O deputado José Priante (PMDB-PA, relator da medida, defendeu que a regulamentação fundiária dessa área reduz os conflitos nessa região.


Sonora: “É a recategorização de uma área. Nós estamos administrando conflitos e acabando com conflitos que perduram há mais de três décadas nesta região do Pará.”


O também deputado paraense Edmilson Rodrigues, do PSOL, defendeu a manutenção dos vetos e lembrou o compromisso internacional do Brasil no Acordo de Paris.

 

Sonora: “Porque o Brasil, ao manter da forma como foi aprovada [a medida provisória], destrói com sua credibilidade e o que foi assinado em Paris. Nós temos compromissos internacionais com a preservação do clima.”

 

Foram 217 votos na Câmara para derrubar o veto, mas eram necessários 257 deputados para que a medida fosse também analisada pelo Senado. Entre os vetos, estava também a alteração da área de proteção ambiental do Tapajós para a passagem da estrada de ferro 170, chamada de Ferrogrão.

 

Após os vetos, o governo já mandou um projeto de lei, que também reduz a proteção da Floresta Nacional de Jamaxim, mas em uma área menor do que o texto da medida provisória aprovado no Congresso.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique