Maia afirma que sistema eleitoral faliu, mas critica "distritão" e fundo público

01:59 Política, Notícias 11/08/2017 - 18h58 Rio de Janeiro Embed

Lígia Souto

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, criticou, nesta sexta-feira (11) em evento no Rio, pontos da reforma política já aprovados pela Casa, em especial o alto valor e o caráter permanente do fundo público de financiamento de campanha.

 

Ele também criticou o distritão, modelo que elege apenas os candidatos mais votados, sem levar em conta o chamado coeficiente partidário. Ao fazer as afirmações, Maia destacou que “o sistema eleitoral brasileiro faliu” e que é preciso fazer mudanças.

 

O presidente da Câmara defendeu o modelo chamado distrital misto para 2022, sistema pelo qual metade das vagas seria definida pelo voto majoritário distrital e, a outra, por lista fechada de candidatos, determinada pelos partidos. Para Maia, o distrital misto dará maior legitimidade ao processo eleitoral.

 

Apesar de ter sido aprovada pela comissão, o distritão ainda precisa passar por duas votações no plenário da Câmara. Maia disse, ainda, que não há prazo para colocar o sistema em debate, uma vez que ainda está passando pelas comissões.