Projeto que aumenta déficit chega ao Congresso e terá prioridade em comissão de orçamento

02:09 Política, Notícias 17/08/2017 - 23h16 Brasília Embed

Kariane Costa

O texto do projeto de lei que aumenta em R$ 20 bilhões o déficit da meta fiscal para este ano e também para 2018 chegou ao Congresso na tarde dessa quinta-feira (17).

 

A nova meta, de R$ 159 bilhões, precisa agora de autorização dos parlamentares e vai passar primeiro pela Comissão Mista de Orçamento.

 

O presidente da Comissão, senador Dário Berger, do PMDB, disse que vai dar prioridade para a análise do projeto.

 

Após o parecer da Comissão, o texto segue para votação em sessão conjunta do Congresso, onde participam senadores e deputados.

 

De acordo com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, o aumento do déficit foi necessário porque houve queda na receita e deflação na arrecadação do governo.

 

O presidente do Senado, Eunício Oliveira, disse que a escolha do governo em aumentar a meta é alternativa menos pior.

 

Eunício também falou sobre o salário minimo, salientando que em 2018 o valor terá, pelo menos, o aumento relativo à correção da inflação.

 

O líder da minoria, senador Humberto Costa, do PT, disse que vai pedir que os recursos remanejados sejam destinados para programas e investimentos sociais e de infraestrutura.

 

Ao anunciar a nova meta fiscal, na última terça-feira, o governo também detalhou alguns cortes e ajustes. Como a proposta de aumentar de 11% para 14% a contribuição previdenciária dos servidores que ganham acima de R$ 5,3 mil.

 

O governo também vai propor o adiamento por 1 ano do reajuste salarial dos servidores do Executivo. As medidas ainda precisam de aprovação do Congresso.