Alexandre de Moraes determina que votação sobre afastamento de Aécio Neves seja aberta

01:36 Política, Notícias 17/10/2017 - 09h23 Brasília Embed

Lucas Pordeus León

O ministro do Supremo, Alexandre de Moraes, determinou que a votação sobre o afastamento de Aécio Neves seja feita de forma aberta e nominal.


A liminar dessa terça-feira, concedida a pedido do senador Randolfe Rodrigues, da Rede, proíbe que o presidente do Senado, Eunício Oliveira, permita o voto secreto na sessão sobre o futuro de Aécio.

 

Eunício chegou a afirmar que respeitaria qualquer decisão do plenário sobre o tema. Uma resolução interna da casa de 1970 permite o voto secreto em alguns casos, o que abre uma brecha para não divulgar o nome dos parlamentes que votarem contra ou a favor de Aécio.

 

O senador Randolfe, autor do mandado de segurança no STF, ressaltou que a decisão acaba com a possibilidade de votações secretas no futuro.

 

O ministro Alexandre de Moraes explicou no Congresso a liminar concedida.

 

Aécio Neves foi afastado do cargo e obrigado a se recolher em casa durante a noite por decisão do Supremo. Ele é acusado de pedir propina a Joesley Batista, da JBS. O senador nega e diz que o pedido de  R$ 2 milhões  era um empréstimo.

 

* Matéria atualizada às 15h47 para acréscimo de informações e inserção de sonoras.