Defesas de Temer e de ministros devem ser apresentadas à CCJ na quarta

02:24 Política, Programetes 02/10/2017 - 08h47 Brasília Embed

Danyele Soares

A defesa do presidente Michel Temer deve ser apresentada na Comissão de Constituição e Justiça nesta quarta-feira (4). A informação é do vice-líder do governo na Câmara, deputado Beto Mansur, do PRB.

 

Além de Temer, também devem apresentar as alegações os advogados dos ministros Eliseu Padilha, da Casa Civil, e Moreira Franco, da Secretaria-Geral. Eles foram denunciados em conjunto com o presidente por obstrução de Justiça e organização criminosa.

 

Após a apresentação da última defesa, começará o contar o prazo de cinco sessões do plenário para que a comissão discuta e vote o relatório do deputado Bonifácio de Andrada, do PSDB. A segunda denúncia contra Temer vai seguir um rito parecido com o da primeira acusação, mas há algumas diferenças, como explica o presidente da CCJ, deputado Rodrigo Pacheco, do PMDB.

 

E um dos defensores do fatiamento da denúncia é o deputado Alessandro Molon, da Rede. Ele apresentou um requerimento pedindo que a votação do caso seja fatiada, ou seja, que o suposto envolvimento de Michel Temer seja votado à parte da possível atuação dos ministros.

 

De acordo com o presidente da comissão, a votação na CCJ deve acontecer depois do feriado do dia 12 de outubro. Após a comissão decidir pelo prosseguimento ou não da acusação, cabe ao plenário da Câmara dar a palavra final. E a expectativa do presidente da Casa, Rodrigo Maia, é que os deputados votem a denúncia até o dia 23 de outubro.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique