Ministro do STF autoriza Temer a depor em inquérito sobre decreto dos portos

01:08 Política, Notícias 05/10/2017 - 22h41 Brasília Embed

Victor Ribeiro

O ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso autorizou o depoimento do presidente Michel Temer.


Ele será ouvido no inquérito sobre o suposto favorecimento da empresa Rodrimar, por meio do chamado Decreto dos Portos. Em troca, haveria o pagamento de propina.


O negócio teria sido intermediado pelo ex-deputado e ex-assessor especial da Presidência, Rodrigo Rocha Loures.

 

Apesar de Temer estar na lista dos investigados, Barroso autorizou que o presidente se manifeste como testemunha.

 

Dessa forma, Michel Temer pode marcar a data e o local onde quer depor, e também pode escolher se manifestar por escrito. O ministro do Supremo garantiu ao presidente o direito constitucional de se manter em silêncio.

 

De acordo com o Palácio do Planalto, o Decreto dos Portos foi assinado após longo processo de negociação entre o governo e o setor portuário, e as demandas da Rodrimar não foram atendidas no decreto. O Planalto informou que Michel Temer irá prestar todos os esclarecimentos necessários.

 

A procuradora-geral da República Raquel Dodge tem 60 dias para concluir o inquérito.