Cadeia Velha: Justiça Federal no Rio transforma prisão de dois investigados em preventiva

01:42 Política, Notícias 24/11/2017 - 17h21 Rio de Janeiro Embed

Cynthia Cruz

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região transformou em preventiva a prisão de Ana Claudia Andrade e de Fabio Cardoso do Nascimento, que estavam presos temporariamente no âmbito da Operação Cadeia Velha. O pedido foi feito pelo Ministério Público Federal (MPF). Felipe Picciani teve a prisão convertida ainda ontem (23).

 

De acordo com o MPF, Felipe e Ana Claudia agiam a serviço do deputado estadual Jorge Picciani e Fabio, em nome do deputado Paulo Melo. No pedido de conversão da prisão, o MPF na 2a Região (RJ/ES) detalhou casos de lavagem de dinheiro envolvendo Felipe Picciani e vendas de gado.

 

O pedido do MPF acolhido pelo desembargador federal Abel Gomes, relator dos processos da Lava Jato no TRF2, embasou-se em análises da Receita Federal e nas buscas e apreensões feitas pela Polícia Federal. Não foi pedida a conversão da prisão da investigada Marcia Rocha Schalcher de Almeida, por ter se concluído até o momento que ela não continua trabalhando para ocultar os recursos ilícitos destinados a Picciani.

 

A Operação Cadeia Velha investiga a relação de políticos com o recebimento de propinas de empresas de ônibus, que em troca seriam beneficiadas com isenções fiscais e aumentos de tarifa.

 

Felipe é filho do deputado estadual Jorge Picciani (PMDB), presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Ambos estão presos na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, onde estão os réus da Operação Lava Jato do Rio de Janeiro.