Anel para Adriana Ancelmo teria garantido entrada da Delta na reforma do Maracanã

02:43 Política, Notícias 05/12/2017 - 12h05 Rio de Janeiro Embed

Ícaro Matos

A participação da Delta Engenharia na obra de reforma do Maracanã, para a Copa do Mundo de 2014, foi uma contrapartida por um presente dado à Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral.


A declaração foi dada nessa segunda-feira (4) pelo dono da empreiteira, Fernando Cavendish, durante depoimento ao juiz Marcelo Bretas, da Sétima Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato, no estado.


De acordo com Cavendish, durante uma viagem para a França, em junho de 2009, o ex-governador o chamou para uma conversa em particular e o levou a uma joalheria.


No local, Cabral teria dito que iria comprar um presente de aniversário para Adriana e gostaria que Cavendish pagasse pela joia.


Na ocasião foi comprado um anel de diamantes de 220 mil euros, o equivalente a R$ 800 mil.


Segundo o empresário, ele pagou pelo anel mas deixou claro ao ex-governador que não se tratava de um presente e que o pagamento deveria ser acertado no futuro.


Meses depois, a Delta foi incluída no consórcio que realizaria a obra de reforma do Maracanã.


Outro depoente, o ex-diretor da Odebrecht Benedito Júnior disse que a inclusão da Delta no consórcio foi imposta pelo ex-govenador já que a empresa não teria capacidade técnica para participar da obra.


Pelo acordo inicial, a Odebrecht teria 70% de participação no consórcio e a Andrade Gutierrez 30%, mas depois da interferência de Cabral, a composição ficou em 49% para a Odebrecht, 30% para a Delta e 21 para a Andrade Gutierrez.


Os depoimentos fazem parte do processo derivado da Operação Crossover, desbobramento da Lava Jato no Rio, que investiga fraudes nas obras de reforma do Estádio do Maracanã, do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) das Favelas e na construção da Estrada do Arco Metropolitano.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique