Reforma da Previdência: aliados buscam votos; movimentos mantém mobilização contra

01:50 Política, Notícias 18/12/2017 - 18h39 Brasília Embed

Danyele Soares

Após ceder e deixar a votação da reforma da Previdência para o ano que vem, o governo passará o recesso do Congresso Nacional em negociações.


O presidente do PMDB e líder do governo, senador Romero Jucá, garantiu que a base aliada está mobilizada. Questionado se haverá punição a membros do partido que se declaram contra a proposta, destacou:

 

Apesar da resistência entre a base aliada e a oposição, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, acredita que daqui até fevereiro, quando a proposta deve ser votada, os governistas vão conseguir mais votos.


Já o senador Renan Calheiros, do PMDB, partido de Michel Temer, já se declarou contra a proposta.

 

Enquanto o governo negocia e tenta apoio para a reforma da Previdência, movimentos sindicais também dizem que vão se manter mobilizados contra a proposta. A Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal, por exemplo, diz que vai manter a pressão para derrubar a medida.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique