Secretário de Previdência confia na aprovação do texto na Câmara ainda este ano

02:04 Política, Notícias 11/12/2017 - 18h01 Rio de Janeiro Embed

Lígia Souto

O Secretário de Previdência Social do Ministério da Fazenda, Marcelo Caetano, disse nesta segunda-feira (11) que a aprovação da reforma da Previdência agora liberaria o próximo presidente da República de discutir esse tema “por uma década ou mais”.

 

A afirmação foi feita a jornalistas, após participação no seminário "Previdência Social: o desafio do novo regime demográfico", realizado na Fundação Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro.

 

Caetano destacou que acredita na aprovação da reforma previdenciária, em primeiro turno na Câmara dos Deputados, ainda este ano.

 

O secretário avaliou que a proposta tal como está já atingiu "um ponto de equilíbrio entre as perspectivas técnicas e as concessões feitas para beneficiar a população mais carente do país".

 

O secretário concluiu que evitaria fazer novas concessões e explicou, ainda, que a aprovação posterior da reforma tornará a proposta mais dura e poderá inclusive afetar direitos adquiridos.

 

O encontro na FGV reuniu economistas que analisaram o relatório do Banco Mundial intitulado "Um Ajuste Justo: análise da eficiência e equidade do gasto público no Brasil", lançado, em Brasília, no fim de novembro.

 

Do lado de fora, alguns integrantes do sindicato intermunicipal dos servidores públicos federais do Rio fizeram uma manifestação contra as alterações no sistema previdenciário propostas pelo governo.