Ministro interino do Trabalho vai ficar no cargo até março

01:38 Política, Notícias 21/02/2018 - 14h42 Brasília Embed

Danyele Soares

O ministro interino do Trabalho, Helton Yomura, vai continuar no cargo até o fim de março. A decisão foi do presidente Michel Temer após reunião com o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, o líder do partido na Câmara, Jovair Arantes, e a deputada Cristiane Brasil. A solução põe fim à disputa judicial que se criou em torno da indicação de Cristiane Brasil para o ministério.

 

De acordo com Jovair Arantes, até o começo de abril, o governo deve indicar um novo nome para o cargo. O periodo coincide com o prazo final para que ministros que quiserem disputar as eleições se descompatibilizem, ou seja, deixem os cargos para concorrer ao pleito em outubro. O líder também afirmou que, na reunião, Cristiane Brasil agradeceu Michel Temer pelo apoio.

 

Na últimia terça-feira, Roberto Jefferson, que é pai da deputada, anunciou a desistência da indicação dela para o comando da pasta e atribuiu a mudança à “indecisão da ministra do Supremo Tribunal Federal Cármen Lúcia em não julgar o caso no primeiro semestre.

 

A polêmica em torno do nome da deputada começou logo após a indicação dela para o cargo, quando foi veio a público o fato de a parlamentar ter sido condenadas em ações trabalhistas. Ela foi condenada porque não assinou a carteira de trabalho de dois ex-motoristas.

 

Entidades da sociedade civil questionaram a indicação na Justiça e um juiz de primeira instância impediu a cerimônia de posse. O caso foi então parar no Supremo Tribunal Federal após uma série de recursos.

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.