Procuradoria Eleitoral do Rio entra com ação contra Garotinho por propaganda antecipada

01:21 Política, Notícias 08/02/2018 - 19h36 Rio de Janeiro Embed

Fabiana Sampaio

A Procuradoria Regional Eleitoral no Rio de Janeiro (PRE/RJ) entrou com uma ação contra o ex-governador, Anthony Garotinho, por propaganda eleitoral antecipada.

 

De acordo Ministério Público Eleitoral, em vídeo, divulgado em sua página pessoal no Facebook , Garotinho falou sobre as metas de governo, fez promessas e pediu explicitamente votos.

 

O ex-governador também teria declarado disposição para "comprar" deputados, se for eleito sem formar maioria na Assembleia Legislativa (Alerj). 

 

A Procuradoria Regional Eleitoral pediu que o vídeo seja retirado imediatamente do ar. Segundo a PRE, as declarações caracterizam propaganda antecipada. E afirmou que a legislação proíbe o pedido explícito de votos e que as propagandas eleitorais só estão permitidas a partir do dia 16 de agosto.

 

A representação afirma ainda que as declarações de Garotinho poderiam ser analisadas sob o ponto de vista criminal, por fazer referência ao crime de corrupção ativa.

 

No vídeo, ele teria afirmado que não bastaria que eleitores votassem nele e não votassem em deputados de sua base, já que assim teria que comprar o apoio de outros parlamentares.

 

A defesa do ex-governador informou que ainda não foi notificada da ação, mas que não houve propaganda eleitoral no vídeo citado.