Barroso: Temer terá acesso à decisão sobre quebra de sigilo após diligências

01:25 Política, Notícias 14/03/2018 - 08h19 Brasília Embed

Graziele Bezerra

A defesa do presidente Michel Temer só terá acesso à decisão sobre a quebra de seu sigilo bancário após o cumprimento das diligências que foram determinadas. A decisão é do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso.


Os advogados de Michel Temer queriam acesso imediato à decisão que fundamentou a quebra do sigilo dos dados bancários do presidente e fizeram esse pedido na semana passada, após serem notificados da decisão de Barroso.

 

O ministro Barroso é responsável, no STF, pelo inquérito da Polícia Federal que investiga o suposto favorecimento da empresa Rodrimar por meio da edição do chamado Decreto dos Portos, assinado pelo presidente Temer em maio do ano passado.


A ação investiga também o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures e os empresários Antônio Celso Grecco e Ricardo Mesquita, donos da Rodrimar, empresa que atua no Porto de Santos.


Em janeiro, ao responder por escrito aos questionamentos dos delegados responsáveis pelo caso, a defesa do presidente Temer declarou que ele nunca foi procurado por empresários do setor portuário para tratar da edição do decreto, tampouco autorizou qualquer pessoa a fazer acordos em seu nome.