Lava Jato denuncia cinco pessoas por desvio de recursos de estatal paulista

01:08 Política, Notícias 22/03/2018 - 20h58 São Paulo Embed

Eliane Gonçalves

A força-tarefa da Operação Lava Jato em São Paulo denunciou cinco pessoas acusadas do desvio de recursos da DERSA, a estatal paulista responsável por obras viárias.

 

Os recursos teriam sido desviados entre os anos de 2009 e 2011, período em que José Serra esteve à frente do governo de São Paulo.

 

Em valores da época,  R$ 7,7 milhões , que deveriam ter sido destinados para reassentar famílias desalojadas por grandes obras viárias como o Rodoanel, a avenida Jacu Pêssego e a Nova Marginal Tietê.

 

Segundo a denúncia, o ex-diretor de engenharia da Dersa, Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, comandava o esquema, que envolvia também dois ex-empregados comissionados da estatal.

 

A denúncia detalha as diferentes estratégias que teraim sido usadas  para desviar recursos públicos. Em uma delas, o ex-diretor da estatal teria incluindo empregadas domésticas da própria família como beneficiárias do programa de reassentamento sem que elas tivessem direito.

 

As funcionárias relatam que nunca receberam qualquer recurso.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique