Mudanças no indulto natalino criam atrito entre Planalto e STF

01:29 Política, Notícias 13/03/2018 - 08h41 Brasília Embed

Kariane Costa

A decisão do ministro Luís Roberto Barroso de liberar parte do indulto natalino, excluindo condenados por crimes de colarinho branco, repercutiu no Palácio do Planalto.


O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, criticou a decisão de Barroso e disse que um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) não tem suporte constitucional para criar regras sobre o indulto de Natal.


Segundo Marun, a decisão do ministro Barroso pode ser questionada no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) porque, segundo ele, o indulto é prerrogativa do presidente da República.


Marun falou com os jornalistas depois de se reunir com Temer e os vice-líderes da base aliada, no Congresso Nacional.


O ministro explicou que a reunião foi para estreitar o relacionamento e ajustar o discurso entre a base aliada no Congresso.