Brasil recorrerá à OMC contra embargo à carne de frango; produtores dizem que não há risco sanitário

02:17 Política, Notícias 20/04/2018 - 10h21 Brasília Embed

Kariane Costa

Após o anúncio da União Européia (UE) de proibir a compra de carne de frango de 20 frigoríficos brasileiros, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, explicou que a decisão da UE foi baseada em um temor de que a Justiça brasileira pudesse interferir na comercialização produto.

 

O ministro também reforçou que o Brasil vai entrar com uma ação na Organização Mundial do Comércio (OMC).

 

Blairo Maggi anunciou ainda a contratação de 58 médicos veterinários para redobrar a fiscalização em frigoríficos no Paraná. E informou que o Peru abriu mercado para compra de carne suína.

 

Em nota, a Associação Brasileira de Proteína Animal lamentou a suspensão e avaliou que a decisão tomada pelos países europeus foi uma medida protecionista, que não se ampara em riscos sanitários ou de saúde pública. 

 

O texto diz ainda que o posicionamento da comunidade europeia é desproporcional e inconsistente diante das regras estabelecidas pelo Acordo de Medidas Sanitárias e Fitossanitárias da Organização Mundial do Comércio (OMC).

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique