Segunda Turma do STF julgará denúncia contra Geddel e Lúcio Vieira Lima

01:31 Política, Notícias 20/04/2018 - 08h42 Brasília Embed

Sumaia Vilela

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin liberou para julgamento a denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o ex-ministro Geddel Vieira Lima e o irmão dele, deputado federal Lúcio Vieira Lima, do PMDB da Bahia.


Eles são acusados de lavagem de dinheiro e associação criminosa.


A denúncia será julgada pela Segunda Turma da Corte, para saber se ela é aceita e aí, então, transformada em processo no STF. A data não foi definida. Fachin é o relator do inquérito e presidente a Segunda Turma.


A investigação está relacionada à apreensão, pela Polícia Federal (PF), de R$ 51 milhões em um apartamento, em Salvador.


O ex-ministro foi preso em setembro do ano passado, três dias depois que a PF encontrou o dinheiro no imóvel de um amigo do político.


Segundo a Polícia Federal, parte do dinheiro teria origem em um esquema de fraude na liberação de créditos da Caixa Econômica Federal, entre 2011 e 2013. Há época Geddel era vice-presidente de Pessoa Jurídica da instituição.


A defesa de Geddel afirma que o dinheiro é fruto do investimentos no mercado de incorporação imobiliária, com dinheiro vivo, e ele só estava guardando o montante no local.


Também foram denunciados a mãe de Geddel, Marluce Vieira Lima, e um ex-assessor do deputado Job Brandão.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique