Justiça Federal em São Paulo suspende benefício de ex-presidente Lula, que garantia a ele seguranças

01:31 Política, Notícias 17/05/2018 - 15h20 Brasília Embed

Samanta do Carmo

A Sexta Vara Federal em Campinas, São Paulo, decidiu suspender os benefícios de quatro servidores para segurança e apoio pessoal do ex-presidente Lula, que cumpre pena por lavagem de dinheiro e corrupção na sede da Polícia Federal em Curitiba desde o início de 7 de abril. A decisão foi publicada nesta quinta-feira (17).

 

O benefício é garantido por lei para todos os ex-presidentes, mas em sua decisão, o juiz Haroldo Nader afirma que como Lula está sob a guarda da Polícia Federal (PF), não haveria mais motivos para que os servidores continuassem à disposição do ex-presidente.

 

O juiz atendeu a ação popular feita pelo coordenador nacional do MBL, o advogado Rúbens Alberto Nunes, que também já recorreu à Justiça pedindo o impeachment do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello.

 

Em nota, os advogados de Lula comentam que ele não foi notificado sobre a decisão, mas adiantam que a medida causa bastante perplexidade. A defesa cita que mesmo diante da momentânea privação da liberdade, baseada em decisão injusta e não definitiva, Lula necessita do apoio pessoal assegurado por lei e por isso vai recorrer da decisão.

 

A defesa também argumenta que a ação tem caráter político, já que é promovida por integrantes de movimento antagônico a Lula e com o claro objetivo de prejudicar sua honra e sua dignidade.