MPF pede multa maior para Bolsonaro por ofensa à quilombolas

02:08 Política, Notícias 23/05/2018 - 15h11 Rio de Janeiro Embed

Tâmara Freire

O Ministério Público Federal pediu à Justiça que eleve para R$ 300 mil a multa que o deputado federal, Jair Bolsonaro, terá que pagar por ofensas às comunidades quilombolas e à população negra.

Em abril do ano passado, durante uma palestra no Clube Hebraica, no Rio de Janeiro, Bolsonaro disse que os quilombolas não fazem nada e não servem nem para procriar. Além disso, afirmou que não há japoneses nas ruas pedindo esmola, porque essa é uma raça que tem vergonha na cara, ao contrário de outras.

Bolsonaro foi condenado em primeira instância pelas ofensas, em outubro do ano passado, a pagar R$ 50 mil reais ao Fundo de Defesa dos Direitos Difusos.

Agora, em segunda instância, serão julgados três recursos. Um é da defesa do Bolsonaro contra a condenação, alegando que ele tem imunidade parlamentar e liberdade de expressão. Os outros dois, pedem que a condenação seja confirmada e a multa aumentada e foram impetrados pelo MPF e pela Fundação Palmares que representa as comunidades quilombolas.

 

No parecer encaminhado ao Tribunal Regional Federal da segunda região, o MPF sustenta que a multa deve ser conforme a capacidade econômica do réu e a gravidade do fato e que, Bolsonaro não demonstrou nenhum arrependimento pelas declarações, além de ter cometido outras ofensas contra as mulheres e a população LGBT.

 

Em novembro do ano passado, Bolsonaro já teve outra condenação confirmada em segunda instância, além de responder este processo civil  e terá que pagar R$ 150 mil de multa, por ter afirmado, em um programa de televisão,/ que nunca passou pela sua cabeça ter um filho gay, porque eles tiveram uma boa educação.

 

Além de responder no âmbito civil, o deputado também foi denunciado criminalmente pela Procuradoria Geral da República ao Supremo Tribunal Federal pelos crimes de racismo e discriminação contra quilombolas, indígenas, refugiados, mulheres e LGBTs.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique