Luiz Estevão e Geddel são transferidos para área de segurança máxima da Papuda

01:28 Política, Notícias 19/07/2018 - 18h33 Brasília Embed

Victor Ribeiro

A juíza da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, Leila Cury, determinou, nesta quinta-feira, a transferência do senador cassado Luiz Estevão, do ex-ministro Geddel Vieira Lima e do ex-deputado Márcio Junqueira para a área de segurança máxima do presídio da Papuda.

 

Há um mês, com a deflagração da Operação Bastilha, policiais encontraram ao menos seis objetos proibidos na cadeia: cinco pendrives e uma tesoura. Para a juíza, a apreensão levanta a suspeita de corrupção de agentes públicos que poderiam ter garantido privilégios aos presos.

 

Na decisão, a magistrada afirma que Luiz Estevão, Geddel Vieira e Márcio Junqueira são pessoas públicas e, por isso, teve de tomar medidas para mantê-los separados, para o bem dos próprios presos. E que a transferência para a área de segurança máxima será positiva, porque será mais fácil monitorar os três.

 

Luiz Estevão foi condenado a 31 anos de prisão pelo desvio, na década de 1990, de  R$ 169 milhões  na obra do Tribunal Regional do Trabalho em São Paulo. Geddel foi preso preventivamente em 8 de setembro do ano passado, depois que uma denúncia anônima levou a polícia até o apartamento de um amigo dele, onde estavam R$ 51 milhões, dentro de malas e caixas de papelão. E Márcio Junqueira foi preso preventivamente no último mês de abril, suspeito de obstrução de justiça na Operação Lava Jato.

 

O advogado de Luiz Estevão disse que não vai comentar. A defesa de Geddel Vieira ainda não se manifestou. Não conseguimos contato com a defesa de Márcio Junqueira.

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.