Privilégios do Judiciário e do Ministério Público devem ser repensados, diz Cármen Lúcia

01:48 Política, Notícias 27/07/2018 - 19h17 Brasília Embed

Joana Moscatelli

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármem Lúcia, manifestou nesta sexta-feira preocupação com o momento que o país vive e reconheceu que o Poder Judiciário também tem que se transformar para atender às necessidades da sociedade.

 

Segundo a ministra, que ocupa interinamente a Presidência da República, as instituições brasileiras estão funcionando mas precisam dar respostas mais rápidas e eficientes à população. Em discurso na Associação Comercial do Rio de Janeiro, Carmem Lúcia mencionou que os privilégios do Judiciário e do Ministério Público devem ser repensados.

 

Cármem Lúcia também criticou manifestações exasperadas que demonstram “ raiva” e falta de gentileza. Segundo a ministra, é difícil ser um povo quando nos colocamos uns contra os outros e não contra as ideias.

 

Para ela, experimentamos tempos mais amargos e desafiadores e a sociedade deve se unir em torno de pautas em comum na defesa da democracia. Além disso, durante a palestra para empresários, Cármem Lúcia abordou ainda a insegurança jurídica que atinge inclusive o setor econômico e dificulta a criação de ambientes de competitividade e geração de empregos.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique