Relator da Lava Jato mantém prisão de Lula; Gebran Neto revoga decisão de plantonista

01:42 Política, Notícias 08/07/2018 - 15h33 Brasília Embed

Juliana Cézar Nunes

O desembargador  João Pedro Gebran Neto, relator dos processos da Operação Lava Jato no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, revogou decisão do desembargador plantonista Rogério Favreto que determinava a soltura imediata do ex-presidente Lula.

 

Gebran Neto sustenta que o juiz plantonista não detém competência para a análise do pedido de habeas corpus e proferiu decisão inadequada com base em tema já superado pelo tribunal.

 

O relator aponta inconsistências técnicas na decisão do platonista e afirma causar estranhamento suposta manifestação do interesse de Lula para cumprimento de pena em local da sua escolha. Gebran Neto determina ainda o imediato retorno dos autos ao seu gabinete.

 

Em decisão o desembargador Rogério Favreto disse considerar ilegal a prisão antes do trânsito em julgado, principalmente se levada em conta a condição de Lula como pré-candidato à Presidência da República. Nessa condição, no entendimento do magistrado platonista, ele deve ter garantido os direitos políticos até que não caiba mais recurso à sua condenação.

 

No final da manhã de domingo, o juiz Sérgio Mouro publicou um despacho em que solicitou à Polícia Federal que aguardasse esclarecimentos da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

 

Moro já argumentava o entendimento de Gebran Neto, de acordo com o qual juiz plantonista não teria prerrogativa para tomar a decisão de soltura do ex-presidente Lula.

 

Lula foi condenado a 12 anos de prisão por corrupção passiva e lavagem de direito. Ele se entregou à Polícia Federal no dia 7 de abril e desde então se encontra na carceragem da Polícia Federal em Curitiba.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique