Câmara adia decisão sobre situação de Paulo Maluf

02:15 Política, Notícias 09/08/2018 - 09h42 Brasília Embed

Kariane Costa

A Mesa Diretora da Câmara reuniu-se nessa quarta-feira (8) decidiu adiar para semana que vem a decisão sobre a situação do deputado afastado Paulo Maluf, do PP de São Paulo.


O parlamentar cumpre prisão domiciliar em São Paulo por ter sido condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), pelo crime de lavagem de dinheiro.


O corregedor da Casa, deputado Evandro Gussi, do PV, informou que houve pedido de vista coletivo da Mesa Diretora, que voltará a se reunir na próxima terça-feira (14).


O advogado de Maluf , Marcelo Turbay, que também participou  da  reunião da Mesa Diretora, saiu satisfeito com a decisão do colegiado adiar o destino do parlamentar paulista.


Maluf cumpre pena de 7 anos e 9 meses de reclusão em casa, após condenação por desvios de recursos, quando foi prefeito da capital paulista.


Ele chegou a ser preso por três meses em regime fechado, em Brasília, mas teve o direito a regime domiciliar concedido pelo plenário do Supremo Tribunal Federal, em maio.


Neste mesmo mês, o parlamentar afastado foi novamente condenado em outro processo, a 2 anos e 9 meses, por falsidade ideológica, devido a fraudes na prestação de contas de sua campanha eleitoral de 2010.