Jungmann diz que apuração do caso Marielle é difícil porque envolve agentes do estado e políticos

01:26 Política, Notícias 08/08/2018 - 19h28 Brasília Embed

Anna Luisa Praser

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann pediu paciência para as apurações sobre a morte de Marielle Franco, vereadora do Rio de Janeiro pelo Psol. Segundo o ministro, o caso não é simples:

 

As declarações foram dadas em Brasília, durante a assinatura de parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil -  a CNA. Apesar das dificuldades envolvidas no caso, Jungmann acredita que os responsáveis serão punidos:

 

Marielle e o motorista Anderson Pedro Gomes foram executados a tiros na noite de 14 março na região central do Rio de Janeiro. Apenas a assessora de Marielle, que estava no mesmo veículo em que ocorreu os assassinatos, sobreviveu ao atentado.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique