Justiça autoriza deputado a deixar Papuda para registrar candidatura à reeleição

00:59 Política, Notícias 15/08/2018 - 10h07 Brasília Embed

Lucas Pordeus León

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Rogério Schietti Cruz deu uma liminar que autoriza o deputado federal João Rodrigues, do PSD de Santa Catarina, a sair da prisão e registrar candidatura à reeleição nas eleições de outubro.


Ao decidir o caso, o ministro considerou que há uma indefinição por parte dos tribunais em relação a possibilidade da prescrição dos crimes pelos quais foi condenado.


O magistrado também alega que o caso ainda não transitou em julgado. O deputado João Rodrigues foi condenado por fraude em licitação a 5 anos e três meses de prisão, em regime semi-aberto, além de multa.


Os ilícitos teriam sido cometidos quando ele era prefeito de Pinhalzinho, em Santa Catarina, em 2009.


A condenação foi confirmada em segunda instância pelo TRF-4, o Tribunal Regional Federal sediado em Porto Alegre.


Mesmo preso, João Rodrigues exerce o mandato de deputado federal por estar em regime semi-aberto. Ele trabalha durante o dia e passa as noites no presídio da Papuda, no Distrito Federal.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique