Presidente do TRF-4 rebate afirmação do diretor-geral da PF; nega que tenha ordenado não soltar Lula

01:42 Política, Notícias 13/08/2018 - 20h40 Brasília Embed

Lucas Pordeus León

O presidente do TRF-4, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região, o desembargador Thompson Flores, negou, nesta segunda-feira, que tenha dado ordem por telefone para o diretor-geral da Polícia Federal não soltar o ex-presidente Lula.

 

Em nota, o TRF-4 disse que o presidente do tribunal apenas informou ao diretor da Polícia Federal que despacharia em poucos minutos a decisão sobre o possível conflito de jurisdição entre o juiz de plantão e o relator do caso.

 

No dia 8 de julho, o desembargador Rogério Favreto mandou soltar o ex-presidente Lula, e foi seguido por várias decisões contrárias que impediram a soltura do ex-presidente.

 

Em entrevista ao jornal Estado de São Paulo, o Diretor da Polícia Federal, Rogério Gallôro, informou que recebeu ligação do presidente do TRF4 determinando que não soltasse Lula.

 

A bancada do PT na Câmara informou nesta segunda-feira que vai entrar com representações no CNJ contra os envolvidos no caso do habeas corpus do ex-presidente. O líder do PT na câmara, deputado Paulo Pimenta, acredita que foram cometidos crimes.

 

Na nota, o TRF-4 ainda comenta outra reportagem, da revista Veja, em que se afirma que o desembargador Gebran Neto teria dito a amigos que ignorou a letra fria da lei, desconsiderando a competência do juiz de plantão, para, segundo ele, evitar um erro maior, que seria a soltura do ex-presidente.

 

O tribunal afirmou que o desembargador Gebran não autoriza ninguém a falar em seu nome e que suas posições são expostas apenas nos autos do processo.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique