Romero Jucá deixa liderança do Governo no Senado

01:26 Política, Notícias 28/08/2018 - 08h09 Brasília Embed

Victor Ribeiro

O presidente nacional do MDB, senador Romero Jucá (RR), deixou a liderança do Governo no Senado. Jucá justificou que discorda da forma com a qual o governo federal tem tratado a crise de refugiados venezuelanos em Roraima.


Romero Jucá é senador pelo estado e, neste ano, disputa a reeleição. Desde o começo da crise migratória, o senador defende maior controle nas fronteiras e até mesmo a suspensão temporária da entrada de venezuelanos em Roraima.


De acordo com a pesquisa de intenções de votos feita pelo Ibope e divulgada no último dia 17, se a eleição fosse hoje, Jucá não voltaria ao Senado.


A pesquisa mostra que ele está na terceira posição, com 25% da preferência, tecnicamente empatado com Messias de Jesus, do PRB, que tem 36%. Angela Portela, do PDT, lidera a corrida ao Senado em Roraima, com 30% das intenções de votos.


Após a divulgação da pesquisa, Romero Jucá foi até o Palácio do Planalto apresentar um projeto para fechar temporariamente a fronteira em Roraima, mas o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, declarou que seria muito difícil que isso acontecesse.


Segundo Marun, o Brasil participa de acordos internacionais que garantem o acolhimento de refugiados em situação como essa. Na carta ao presidente Michel Temer, Jucá afirma que um acordo internacional não pode se sobrepor à condição de todo um estado.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique