Alckmin, Meirelles e PT lideram arrecadação parcial de campanha presidencial

02:50 Política, Notícias 16/09/2018 - 12h37 Brasília Embed

Graziele Bezerra

O candidato à presidência Geraldo Alckmin está entre os presidenciáveis com maior arrecadação de campanha, de acordo com prestação parcial de contas divulgada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


O peessedebista arrecadou até o momento R$ 46 milhões. Deste total, 97% saíram do Fundo Eleitoral – dinheiro público, vindo Fundo Especial de Financiamento de Campanha.


O financiamento coletivo do candidato, aquele feito por simpatizantes, representa 0,08% das verbas até aqui arrecadadas.


A segunda maior arrecadação foi a de Henrique Meirelles. O emedebista alcançou R$ 45 milhões em receitas até o momento. O dinheiro saiu do bolso do próprio candidato.


A terceira maior declaração foi a do PT, cerca de R$ 20 milhões. Quase todo o dinheiro, 97%, veio do Fundo Eleitoral. De financiamento coletivo, a legenda arrecadou R$ 598 mil.


Em quarto lugar está Ciro Gomes, do PDT, com R$ 16 milhões recebidos. Tudo do Fundo Eleitoral.


Marina Silva arrecadou R$ 7 milhões. Deste total, R$ 6 milhões foram doações do Fundo Eleitoral. O restante é de financimento coletivo e outras doações.


Pelo PSOL, Guilherme Boulos recebeu até o momento quase R$ 6 milhões. Praticamente todo o dinheiro veio do Fundo Eleitoral.


O candidato do Podemos, Álvaro Dias, declarou R$ 5 milhões. Mais da metade, cerca de R$ 3 milhões, é dinheiro público. O candidato também recebeu doações diversas e um pequeno percentual de financiamento coletivo.


João Amoêdo, do Novo, recebeu quase R$ 3 milhões de reais, dos quais R$ 1,2 milhão de Fundo Eleitoral, R$ 308 mil de financiamento coletivo e o restante de doadores.


Três candidatos estão com a arrecadação abaixo da casa do milhão. José Maria Eymael, do PSDC, recebeu R$ 849 mil de Fundo Eleitoral; Jair Bolsonaro, do PSL, declarou R$ 688 mil, metade recursos do Fundo Público, e Vera Lúcia, do PSTU, com R$ 401 mil, quase o total dinheiro público.


Cabo Daciolo, do Patriotas, não declarou nenhum valor do Fundo Eleitoral. Apenas R$ 9,1 mil de fontes privadas.


João Goulart Filho, candidato do PPL, declarou pouco mais de R$ 200 mil, a maior parte, do Fundo Público.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique