Ex-governador de Goiás Marconi Perillo é alvo de operação da Polícia Federal

01:36 Política, Notícias 28/09/2018 - 09h47 Brasília Embed

Danyele Soares

O ex-governador e ex-senador Marconi Perillo (PSDB) é alvo da Operação Preposto, deflagrada nesta sexta-feira (28) pela Polícia Federal (PF).


Os investigadores apuram a suposta prática de crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa. A operação ocorre Goiânia, Aparecida de Goiânia, Pirenópolis, Aruanã e Goiás, além de Campinas (SP) e na capital paulista.


A ação é resultado de acordos de leniência e colaboração premiada firmados pelo Ministério Público Federal (MPF) com executivo da Odebrecht. São investigados os destinos de aproximadamente R$ 12 milhões.


De acordo com os colaboradores, o tucano pediu e recebeu propina no valor de R$ 2 milhões, em 2010, e R$ 10 milhões, em 2014, em troca de favorecer interesses da empreiteira relacionados a contratos e obras em Goiás.


As investigações identificaram 21 eventos de entregas de valores em espécie, em 2014, feitas a mando e por coordenação do Grupo Odebrecht, em favor de Marconi Ferreira Perillo Júnior.


Os indícios então colhidos apontam que Marconi Perillo era o chefe do grupo. O ex-presidente da Agetop, Jayme Eduardo Rincon, teria atuado como braço direito do tucano, mantendo contato com os executivos da Odebrecht e coordenando as atividades dos demais investigados, que tinham a função de buscar o dinheiro em São Paulo e leva-lo de avião à Goiânia.


Tentamos contato com as defesas dos investigados.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique