Governo de Roraima afasta possibilidade de corte de energia fornecida pela Venezuela

02:45 Política, Notícias 12/09/2018 - 12h23 Brasília Embed

Renata Martins

A governadora de Roraima, Suely Campos se reuniu nesta terça-feira (11) com o Ministro de Minas e Energia, Moreira Franco. A pauta era a possível ameaça de suspensão no fornecimento de energia elétrica pelo país vizinho por falta de pagamento pelo governo brasileiro.

 

Roraima é único estado brasileiro que não está interligado ao sistema elétrico nacional. A energia que chega ao estado é gerada pelo complexo hidrelétrico do Sistema Guri, na Venezuela.

 

De acordo com a Eletronorte, o Brasil deixou de pagar para US$ 30 milhões de dólares à estatal energética venezuelana Corpolec. Não por falta de dinheiro, mas por dificuldades operacionais para transferir os recursos, após uma série de medidas restritivas impostas pelos Estados Unidos ao governo venezuelano.

 

Após o encontro com Moreira Franco, Suely Campos afirmou que não há perigo de corte no fornecimento.

 

Sonora: “A não existe nenhuma possibilidade de interrupção do fornecimento de energia, nem por parte do Brasil, logicamente, nem pela Venezuela. Surgiu alguma notícia de que isso iria acontecer, mas não é verdade. O ministério de Minas e Energia não foi comunicado de nada da Venezuela.”

 

Segundo a governadora, o pagamento não foi feito por causa do problema do bloqueio bancários, mas que o governo brasileiro até fazendo tratativas com o governo venezuelano e tenta efetuar o pagamento por outras vias bancárias.

 

Suely Campos aponta a falta de manutenção como o principal responsável pelos cortes de energia no estado.

 

Ela sugeriu que Eletrobras faça a manutenção da linha de transmissão do sistema de Guri. Segundo a governadora, o ministro sinalizou positivamente para essa alternativa.

 

Sonora: “Ele acha viável e a Eletrobras poderá fazer essa manutenção desde que o governo venezuelano acate essa possibilidade. O que acontece com o nosso sistema de fornecimento de energia da Venezuela para Roraima é a questão da manutenção, da falta de manutenção de toda a rede elétrica. Para a nós de Roraima enquanto não resolvem as questões do Tucuruí então nós precisamos muito da energia de Guri.”

 

A governadora também pediu providências para a retomada das obras do Linhão de Tucuruí, linha de transmissão que sai da usina de Tucuruí, no Amazonas, até Boa Vista, capital de Roraima. A previsão é que as obras comecem ainda este ano.

 

O Ministro de Minas e Energia, Moreira Franco não se pronunciou após o encontro.


 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique