Jungmann diz que PF alertou Bolsonaro; efetivo com candidatos vai crescer 60%

02:36 Política, Notícias 07/09/2018 - 15h13 Brasília Embed

Victor Ribeiro

O efetivo de policiais federais que acompanham os candidatos a presidente vai aumentar em 60%.

 

Atualmente, 81 policiais fazem a escolta dos 5 candidatos que solicitaram o apoio.

 

O anúncio foi feito pelo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann.

 

De acordo com ele, a maior equipe de policiais federais é exatamente a que acompanha Jair Bolsonaro, do PSL.

 

São 21 agentes, que se revezam.

 

Nessa quinta-feira (6), no momento em que foi atacado, em Juiz de Fora, 13 policiais faziam a escolta de Jair Bolsonaro.

 

Raul Jungmann afirmou que o candidato não seguiu a recomendação da Polícia Federal.

 

O ministro da Segurança também comentou as investigações. Jungmann disse que a apuração será rápida e rigorosa.

 

Afirmou que nenhuma hipótese sobre a motivação do crime foi descartada e a polícia ainda investiga se o homem que deu uma facada em Bolsonaro agiu sozinho. Três pessoas são suspeitas de terem dado apoio a ele.

 

Já o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen, condenou o ato de violência e avaliou que esse comportamento coloca em risco a Democracia.

 

Os ministros falaram com a imprensa no fim do Desfile da Independência, em Brasília.

 

Raul Jungmann confirmou que o diretor-geral da Polícia Federal, Rogério Galloro, vai se reunir neste sábado (8) com os coordenadores das campanhas dos 13 presidenciáveis.

 

O encontro está marcado para as 16 horas e vai tratar sobre a segurança dos candidatos.

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique