Haddad discute fake news com presidente da OEA; Chinchilla pede agilidade em investigação

02:05 Política, Notícias 25/10/2018 - 16h39 Brasília Embed

Sumaia Villela

No Brasil para acompanhar as eleições, a chefe da missão de Observação Eleitoral da OEA -   Organização dos Estados Americanos -  Laura Chinchilla afirmou que o fenômeno das fake news influenciando as eleições é mundial, mas que essa foi a primeira vez que observou o uso do whatsapp como forma de disseminar notícias falsas em uma campanha eleitoral.

 

Ela também afirmou que irá procurar a presidente do TSE, ministra Rosa Weber, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e o ministro da Segurança Pública, Raul Jungman, para cobrar mais celeridade nas investigaç es sobre fake news.

 

O candidato do PT, Fernando Haddad, se reuniu nesta quinta-feira (25) com Laura Chinilla.

 

Ele disse que solicitou o encontro para que a equipe observe com atenção o que pode acontecer até domingo (28), dia do pleito, com relação à difusão de notícias falsas contra sua candidatura.

 

Técnicos da organização auditaram as urnas eletrônicas no 1º turno e, segundo Chinchila, não verificaram qualquer fato ou fraude que pudesse invalidar o resultado das eleiç es.

 

Na reta final da campanha Fernando Haddad está no nordeste. 

 

Tem agenda nesta quinta-feira (25) no Recife. Na sexta (26) vai para Bahia e na Paraíba.

 

Sua campanha será encerrada no sábado (27) com um evento na comunidade de Heliópolis, em São Paulo.

 

*Com informações de Nelson Lin, da Rádio Nacional em Brasília, Sumaia Villela. 

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique