Ministro do TSE aceita pedido do PT e abre ação para investigar campanha de Bolsonaro

01:13 Política, Notícias 19/10/2018 - 23h21 Brasília Embed

Adrielen Alves

Na noite desta sexta-feira (19), o ministro do Tribunal Superior Eleitoral, Jorge Mussi, abriu investigação, a pedido do PT, contra o candidato à presidência da República Jair Bolsonaro, do PSL, de seu candidato a vice, General Mourão, e mais onze pessoas por suposto abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação nas eleições.


O ministro, no entanto, negou a realização de buscas e apreensão e a investigação de empresas suspeitas de impulsionarem de postagens com propaganda eleitoral indevida nas redes sociais.

 

Na decisão, Mussi menciona que, pela lei eleitoral, pessoas jurídicas não podem ser alvo de ações de inelegibilidade e cassação de registro ou diploma.

 

Também foi negado o pedido do PT para que o Whatsapp apresentasse em 24 horas um plano para combater a disseminação de notícias falsas pela plataforma de mensagens instantâneas.


O pedido de quebra de sigilo bancário do empresário Luciano Hang e dos proprietários das demais empresas vai ser analisado pelo ministro no futuro, assim como o depoimento deles no processo.

 

Todos os citados terão cinco dias de prazo para apresentarem sua defesa no processo, de acordo com a decisão.

 

* Com informações de Samanta do Carmo e locução de Adrielen Alves.