TSE manda retirar propaganda de Haddad com informação falsa contra Bolsonaro

00:54 Política, Notícias 16/10/2018 - 16h50 Brasília Embed

Lucas Pordeus León

O ministro Sérgio Banhos, do Tribunal Superior Eleitoral, determinou a retirada do ar da propaganda do PT que acusa Jair Bolsonaro de votar contra a Lei Brasileira de Inclusão, que garante direitos às pessoas com deficiência.

 

O ministro do TSE argumenta que a campanha divulgou fato sabidamente inverídico, com potencial de desequilibrar a disputa.

 

O magistrado usou agências de checagem de notícias para tomar a decisão.

 

A própria equipe do candidato Fernando Haddad já retirou a publicação do ar, antes da decisão do TSE.

 

A Lei Brasileira de Inclusão foi aprovada por unanimidade em votação simbólica na Câmara.

 

Bolsonaro foi contra um único artigo, pedindo a retirada do trecho da lei que determinava respeito às pessoas com deficiência, independente da orientação sexual ou identidade de gênero.

 

Mas, o trecho acabou mantido pela maioria dos deputados.