Votação da reforma da Previdência este ano vai depender do novo presidente, diz Marun

02:07 Política, Notícias 05/10/2018 - 08h40 Brasília Embed

Kariane Costa

O governo vai esperar que o presidente eleito se manifeste sobre a reforma da Previdência para só depois decidir se vai tocar a pauta no Congresso.  A declaração foi dada pelo ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, em entrevista no Palácio do Planalto nessa quinta-feira (4).

 

Marun afirmou que o posicionamento do próximo presidente sobre o tema será fundamental para determinar uma nova tentativa de aprovação da matéria.

 

O ministro também falou sobre as prioridades do governo no Congresso e afirmou que espera a casa cheia já na semana que vem.

 

Ele disse que governo tem pressa e quer a aprovação da MP 840, que criou a estrutura do Ministério da Segurança Pública.  A não aprovação no Congresso da medida provisória preocupa porque ela perde a validade no dia 17 de outubro. 

 

No Senado, a prioridade é sobre as regras da chamada duplicata eletrônica, entre outras propostas. A duplicata é um título de crédito que pode ser executado para cobrar débitos decorrentes de operações de compra e venda de bens e serviços a prazo. O texto prevê a criação de um registro nacional de duplicatas com o objetivo de evitar fraudes. 

 

Marun afirmou que vai ter uma discussão com os presidentes do Senado, Eunício Oliveira, e da Câmara, Rodrigo Maia, e com os líderes para já articular essas e outras votações.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique