Bolsonaro decide manter ministro da CGU; Moro anuncia integrantes para nova equipe

03:07 Política, Notícias 20/11/2018 - 16h01 Brasília Embed

Danyele Soares

O presidente eleito Jair Bolsonaro decidiu manter Wagner Rosário como ministro da Controladoria Geral da União. Rosário está à frente da pasta efetivamente desde junho. E atuou como ministro substituto desde o ano passado até assumir efetivamente.


Wagner Rosário é Graduado em Ciências Militares pela Academia das Agulhas Negras e mestre em Combate à Corrupção e Estado de Direito pela Universidade de Salamanca, na Espanha. Também já atuou como Oficial do Exército.


Nascido em Juiz de Fora, Minas Gerais, Wagner Rosário tem 42 anos e é auditor Federal de Finanças e Controle desde 2009. Tornou-se o primeiro servidor de carreira da CGU a assumir o cargo de secretário-executivo e ministro.


Outros nomes foram anunciados nesta terça-feira. O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, indicou dois componentes para a nova equipe. O delegado Maurício Valeixo foi convidado para ser o novo diretor-geral da Polícia Federal. Atualmente ele é superintendente da instituição no Paraná e atuou na Operação Lava Jato.


O atual diretor-geral Rogério Galloro deve ser convidado para outra função no Ministério da Justiça, de acordo com Moro.


Outra indicada é a delegada Erika Manera para chefiar o Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional, órgão de combate à lavagem de dinheiro. Ela atuou desde o início na Lava Jato.


Segundo Moro, a intenção é convidar pessoas que já trabalharam com ele para aproveitar o que classifica como eficiência.

 

Moro foi questionado pela imprensa durante seu pronunciamento sobre a conduta da delegada Erika Manera ao conduzir o inquérito que pediu a prisão do ex-reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, Luiz Carlos Cancellier, que foi acusado de desvio de recursos. Mais de um ano depois, não foram encontradas provas contra o reitor. Abalado, Cancellier se suicidou.


Moro lamentou o caso, mas enfatizou que a delegada não tem responsabilidade sobre o que ocorreu.


Nesta terça-feira foi publicada no Diário Oficial da União a nomeação de Sérgio Moro para coordenar o grupo técnico de Justiça, Segurança e Combate à corrupção do Gabinete de Transição. Também foi nomeado Arthur Bragança de Vasconcellos. Ele será responsável pelo grupo técnico de Cidadania. Anteriormente foi nomeado para coordenar a equipe de Saúde, Previdência e Desenvolvimento Social.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique