Moro rebate críticas de que teria agido politicamente na condenação do ex-presidente Lula

01:16 Política, Notícias 06/11/2018 - 21h29 Curitiba Embed

Lucas Pordeus Leon

O futuro ministro da Justiça e da Segurança Público, o juiz Sérgio Moro, rebateu, nessa terça-feira, as acusações de que o cargo de ministro seria um prêmio por ele ter condenado o ex-presidente Lula.


Para Moro, esse argumento é uma fantasia de um álibi falso e que ele não poderia pautar a vida por isso.


O juiz federal ressaltou que nem o Ministério da Justiça, nem a Polícia Federal serão usados para perseguição política.


A defesa de Lula entrou com novo pedido de Habeas Corpus no Supremo Tribunal Federal pedindo a anulação do processo contra o ex-presidente na Lava Jato.


Os advogados sustentam que o juiz Sérgio Moro, ao aceitar o convite para integrar o governo de Bolsonaro, revelou não ter a imparcialidade necessária para condenar o ex-presidente.

 

O relator do caso, ministro Edson Fachin, do STF, liberou o caso para a Segunda Turma do Supremo julgar, depois da manifestação das partes envolvidas.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique