Aloysio Nunes pede demissão de cargo no governo de São Paulo

01:32 Política, Notícias 20/02/2019 - 10h00 Brasília Embed

Graziele Bezerra

Depois de ser alvo na fase de número 60 da Operação Lava Jato, nessa terça-feira (19),  o ex-ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes Ferreira Filho pediu demissão do cargo de presidente da Investe SP - Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade.

 

Esta fase da Lava Jato investiga um esquema de lavagem de dinheiro praticada pela Odebrecht e por Paulo Vieira de Souza, também conhecido como Paulo Preto, e outros três operadores, que atuaram entre 2007 e 2017.

 

Paulo Preto é apontado como operador de esquemas envolvendo o PSDB em São Paulo.

 

De acordo com as investigações, Aluísio Nunes teria ligação com Paulo Preto

 

O ex-senador teria obtido em 2007 um cartão de crédito emitido em seu favor por meio  de uma conta bancária sediada na Suíça e atribuída a Paulo Vieira de Souza.

 

No pedido de demissão entregue ao governador de São Paulo, João Dória, Nunes diz ter sido surpreendido pela diligência da Polícia Federal (PF) e que a repercussão negativa dessa operação poderia atingir também o governo e a família de Dória.

 

Segundo Nunes, a defesa dele prestará irrestrita colaboração às autoridades para o esclarecimento dos fatos.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique