Em depoimento ao MPF, Sérgio Cabral admite pela primeira vez que recebeu propina

01:28 Política, Notícias 26/02/2019 - 10h36 Rio de Janeiro Embed

Ícaro Matos

O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral admitiu pela primeira vez que recebeu propinas durante o período em que esteve à frente do executivo estadual.  A confissão foi feita no dia 21 de fevereiro, em depoimento ao Ministério Público Federal (MPF). 

 

Na ocasião, Cabral falou por quase três horas e suas declarações foram gravadas em vídeo. O ex-governador não fechou acordo de delação premiada e é tratado pelo MPF como réu confesso.

 

As informações foram reveladas nesta segunda-feira pela Globo News e posteriormente confirmadas pela reportagem da EBC.

 

A mudança de postura de Cabral ocorreu após o advogado Márcio Delambert assumir o comando da defesa do ex-governador no lugar de Rodrigo Roca.

 

Antes, Cabral negava ter recebido propina e admitia apenas o uso de caixa 2 em campanhas, afirmando ainda ter empregado quase a totalidade dos recursos na política e não para enriquecimento próprio.

 

Já em seu depoimento mais recente ao Ministério Público Federal, Sérgio Cabral revelou ter feito acertos para receber propinas de fornecedores e prestadores de serviços do governo do estado e também em obras, como a da reforma do Maracanã, desapropriação do Porto do Açu e construção Linha 4 do Metrô, entre outras.

 

Cabral disse ainda que o esquema de corrupção começou logo no início de seu primeiro mandato, em 2007.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique