Governo brasileiro condena atos de violência nas fronteiras da Venezuela

01:09 Internacional, Notícias 24/02/2019 - 10h57 Brasília Embed

Victor Ribeiro

No terceiro dia de fronteira fechada, o Ministério de Relações Exteriores condenou os episódios de violência registrados nas fronteiras da Venezuela com o Brasil e a Colômbia.

 

O Itamaraty se pronunciou na madrugada deste domingo (24), por meio de nota. Para o governo brasileiro, os atos caracterizam “o caráter criminoso” do regime do presidente Nicolás Maduro e um “brutal atentado aos direitos humanos”.


O Itamaraty ressalta que a Venezuela vive um momento de profunda crise humanitária, e o uso da força contra o povo é inadmissível.

 

No documento, o governo brasileiro classifica Maduro como ditador e apela para que todos os países reconheçam a legitimidade do autoproclamado presidente interino Juan Guaidó.


De acordo com o governo de Roraima, 16 venezuelanos feridos nesse sábado (23) na região de fronteira foram atendidos nos hospitais públicos do estado. Dois deles morreram.


Na fronteira colombiana, 37 pessoas ficaram feridas. O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, rompeu relações diplomáticas com Bogotá e deu até este domingo para que todo o corpo diplomático da Colômbia deixe a Venezuela.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique