Lula é condenado a 12 anos de prisão, em caso do sítio de Atibaia

01:39 Política, Notícias 06/02/2019 - 20h21 Brasília Embed

Bianca Paiva

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado, nesta quarta-feira (06), a 12 anos e 11 meses de prisão na ação penal sobre as reformas realizadas no Sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP).

 

Segundo informações da Agência Brasil, a sentença é da juíza Gabriela Hardt e é a segunda proferida contra ele no âmbito da Lava Jato.  A operação apura a suspeita de que as obras de melhorias no local foram pagas por empreiteiras investigadas por corrupção, como a OAS e a Odebrecht.

 

As investigações apontam que as reformas começaram após a compra da propriedade pelos empresários Fernando Bittar e Jonas Suassuna, amigos de Lula, quando "foram elaborados os primeiros desenhos arquitetônicos para acomodar as necessidades da família do ex-presidente".

 

A estimativa é de que tenha sido gasto um valor de cerca um R$ 1,7 milhão, somando a compra do sítio e a reforma.

 

A defesa do ex-presidente alegou no processo que a propriedade era frequentada pela família de Lula, mas que o imóvel pertence à família de Bittar.

 

O ex-presidente está preso há 10 meses, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.  Essa condenação, de 12 anos e um mês, está relacionada ao caso do apartamento tríplex em Guarujá (SP).

 

A defesa de Lula disse que vai recorrer da nova decisão.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique