No Senado, Guedes defende que os estados tenham mais autonomia em relação ao governo

03:32 Política, Notícias 27/03/2019 - 22h38 Brasília Embed

Victor Ribeiro

Foram quase quatro horas de audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado.

 

O convite era para o ministro da Economia Paulo Guedes tratar de dois temas sobre repasse de recursos da União aos estados: a Lei Kandir e o pacto federativo.

 

O ministro defendeu que os estados tenham mais autonomia em relação ao governo federal.

 

Sobre o risco de medidas como a reforma da Previdência e o pacto federativo não serem aprovadas, Paulo Guedes afirmou que vai ficar no governo enquanto tiver apoio. Mas, disse que não tem apego ao cargo.

 

O ministro comentou a falta de articulação entre o governo e a base de apoio no Congresso, que aprovou na terça-feira (26) a ampliação do engessamento no orçamento, com apoio de quase todo o PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro. Isso vai contra uma das principais bandeiras de Paulo Guedes, que é a desvinculação total do orçamento.

 

A matéria vai a votação no Senado na próxima quarta-feira (3).

 

Primeiro na Comissão de Constituição e Justiça e, depois, no plenário.

 

O líder do PSL no Senado, Major Olímpio, também reclamou da falta de articulação entre o Palácio do Planalto e o Congresso Nacional, e pediu orientação do governo.

 

O ministro comentou, ainda, sobre a saída do Brasil da OMC, Organização Mundial do Comércio, para entrar na OCDE, Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico.

 

Essa mudança foi um pedido do presidente dos Estados Unidos Donald Trump e, nas palavras do ex-ministro de Relações Exteriores e senador pelo PSDB de São Paulo, José Serra, ¨seria uma decisão estapafúrdia¨.

 

Paulo Guedes respondeu que a negociação não está fechada e que pode demorar alguns anos para ser concluída.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique