Prisão do ex-presidente Michel Temer repercute no meio político

03:22 Política, Notícias 21/03/2019 - 21h13 Brasília Embed

Kariane Costa

As prisões do ex presidente Michel Temer e do ex ministro Moreira Franco repercutiram no Congresso Nacional.

 

O MDB, partido dos 2, foi o primeiro a divulgar uma nota oficial.

 

No texto a legenda diz que a postura da justiça foi açodada e que o inquérito demonstra que não há irregularidade por parte do ex-presidente e do ex-ministro Moreira Franco.

 

A nota encerra dizendo que o MDB espera que a Justiça restabeleça as liberdades individuais e o amplo direito de defesa.

 

O Psol também divulgou seu posicionamento sobre as prisões.

 

A nota à imprensa faz criticas a atuação politica de Michel Temer, mas também à Lava Jato. O texto diz que o partido combate a corrupção, mas não compactua com o uso político das instituições do Judiciário.

 

E, que a prisão de Temer se dá num contexto de confronto aberto entre instituições.

 

O Psol acrescentou ainda que "defende que os casos de corrupção sejam julgados conforme a lei, sempre assegurando o amplo direito de defesa e o devido processo legal".

 

Pela manhã, vários parlamentares deram declarações no Congresso. 

 

Na Câmara, o Líder do PPS, Daniel Coelho, afirmou que a prisão de Temer demonstra que instituições continuam em pleno funcionamento no combate à corrupção.

 

O posicionamento do PPS ganhou apoio do deputado federal do PSB, Alessandro Molon, que disse que a justiça começa a ser feita.

 

No senado, o parlamentar Tasso Jereissati do PSDB classificou o ocorrido como um espetáculo midiático e declarou que está na hora de se votar no Congresso uma proposta que puna o abuso de autoridade.

 

Já o vice presidente Hamiton Mourão que está na presidência em exercício, porque o presidente Jair Bolsonaro está em viagem oficial ao chile, lamentou a prisão, pois para ele prejudica a imagem do país.

 

O PT também divulgou nota, e afirma esperar que as prisões de Michel Temer e de Moreira Franco tenham sido decretadas com base em fatos consistentes, respeitando o processo legal, e não apenas por especulações e delações sem provas, como, segundo o partido, ocorreu no processo do ex-presidente Lula.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique