Reforma da Previdência deve ser votada na CCJ da Câmara em 17 de abril

01:17 Política, Notícias 27/03/2019 - 09h32 Brasília Embed

Priscilla Mazenotti

O cancelamento da ida do ministro Paulo Guedes à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara fez com que o presidente da CCJ, o deputado Felipe Francischini, mudasse o cronograma inicial de análise da reforma da Previdência, que, agora, deverá ser votada no colegiado no dia 17 de abril.

 

A data foi marcada depois de reunião de Francischini e Guedes com o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, e parlamentares do PSL.

 

A líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann, que é do PSL, saiu da reunião dizendo que anuncia hoje (27) o fechamento de questão a favor da reforma da Previdência. Será o primeiro partido a marcar posição oficialmente sobre a proposta.

 

Ela trabalha com uma margem baixa de deputados de dentro do partido que podem ser contrários à proposta – 5% nesta primeira avaliação. O impasse, segundo ela, poderá estar na Previdência dos militares.


A PEC da reforma da Previdência ainda está sem relator. O presidente da CCJ disse que um nome pode ser indicado esta semana. Busca uma pessoa de consenso e com bom trânsito entre os partidos.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique